Fronteiras Criativas

Os primeiros registros artísticos na história da humanidade vem do período do homem das cavernas nos desenhos paleolíticos. As únicas tecnologias que os nossos ancestrais possuíam naquele tempo para produzir seus desenhos em cavernas e rochas eram musgo, barro, ceras de plantas, tonalidades diferentes de areia, e uma ou outra tintura natural. Essa era a técnica utilizada para se comunicar entre eles e retratar situações ocorridas no seu cotidiano. Após isso veio a descoberta da escrita, a impressão, a fotografia, a informática, a internet e outros aparatos tecnológicos.

(Crédito: escolaeducacao.com.br)

É notório que há uma adaptação e o surgimento de novas atividades artísticas e métodos criativos ao longo que novas tecnologias vão sendo desenvolvidas. Entretanto, a comunicação está sempre em constância apesar de toda essa revolução artística e tecnológica, pois a mensagem e a técnica em que ela é transmitida vem sempre como fator importante e é papel do artista se comunicar.

Cada vez mais equipamentos culturais tem investido em novas tecnologias com a intenção de atrair outros públicos e de criar uma nova experiência estética e interativa para os espectadores que demandam cada vez mais inovação para as atrações.

Em Salvador, na Barra, especificamente no Forte de Santa Maria, foi inaugurado em 2016 o Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana, e destaca o trabalho de Verger e de mais 56 fotógrafos. O espaço conta com uma exposição permanente dividida em seis eixos principais, tendo as exposições virtuais como um dos grandes diferenciais tecnológicos do espaço, que podem ser vistas através de Óculos de Realidade Virtual. Ao entardecer, projeções com a técnica do vídeo mapping são realizadas, diariamente, em superfícies irregulares, brincando com a arquitetura do Forte, trazendo diversas obras fotográficas divididas por conjuntos temáticos.

(Crédito: Divulgação / Prefeitura de Salvador)
Não somente museus e galerias vêm se utilizando de novos recursos tecnológicos nas suas criações artísticas. Cinemas com recursos sensoriais como água,fumaça e aromas para criar novas experiências sensoriais, teatros com efeitos técnicos especiais e interativos, espetáculos em que projeções e hologramas são utilizados… Mas quais as fronteiras criativas desses espetáculos? Vamos discorrer mais sobre isso nas próximas sessões. Não curtam pois que não tem essa função, mas se quiserem compartilhem e comentem! Fique ligado que semana que vem tem mais!
Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s