SELFIES

Virou moda! Os consumidores de espetáculos teatrais e musicais se instrumentalizaram com celulares e câmeras fotográfica na última década e com isso, a cultura de auto retrato e registros se faz cada vez mais presente nesses eventos. Para além, as selfies como fenômeno de auto representação arcaica a coqueluche da contemporaneidade como define a autora Simonetta Persichetti, tem sido um movimento assíduo e compartilhamento em redes sociais. Com isso, a disseminação do processo imediato de interação nas redes é entendido como uma integração e visibilidade.

“As Relações estéticas que nos dão a impressão de pertencimento quando, na verdade,só nos oferecem vestígios: O que dizer da civilização do espetáculo? É a civilização de um mundo onde o primeiro lugar na tabela de valores vigente é ocupado pelo entretenimento, onde divertir-se,escapar do tédio, é a paixão universal.  Esse ideal de vida é perfeitamente legítimo, sem dúvida. Só um puritano fanático poderia reprovar os membros de uma sociedade que quisessem dar descontração, relaxamento, humor e diversão a vidas geralmente enquadradas em rotinas deprimentes e às vezes imbecilizantes.”  (Llosa, 2013, p. 30)

O movimento de registros, interação e impulsionamento são imagens representativas através das redes sociais. A identidade do sujeitos são questionadas involuntariamente por transmitir a falsa ideia sobre a fotografia, as quais podem retratar várias imagens de si mesmo, como afirma o autor Fabris. A reprodução imagética do que é belo, precisa ser visualizado e interpretado por desejo de alcançar visibilidade, estar de acordo com a sociedade do entretenimento. Tais adjetivos caracterizam a sociedade narcisista, como uma sociedade de consumo e individualismo. A exemplo da viralizada – um milhão de retuítes – Selfie histórica com atores no Oscar, em 2014, postada no Twitter pela apresentadora Ellen DeGeneres. A foto foi instantaneamente visualizada como um momento descontraído e não planejado, mas na realidade foi ação promocional da Samsung. Pode se entender como processo de conduta por manipulação, supostamente espontânea, através da psicologia social com análises comportamentais. Pode parecer assustador, mas não existe olhar inocente na fotografia, como disse Boris Kossoy.

“Por favor não assista ao show através de uma tela em seu smartphone ou câmera” Era o que dizia o cartaz da banda norte americana Yeah Yeah Yeahs, em Nova York, 2013. Como o grupo, outros artistas alegaram a necessidade de interação e atenção direta com os espectadores. Esses aderiram a alternativas para o não registro em celulares. A exemplo do artista Jack White e da banda Guns N’ Roses, os quais disponibilizaram bolsas para guardar os aparelhos durante suas apresentações, logo, ficaram lacradas durante todo o espetáculo. Em geral, as conexões em redes sociais são constituídas por laços sociais e interações, como processos comunicacionais. O ciberespaço e as ferramentas de comunicação possuem, logo, o conjunto de interações sociais que podem formar relações sociais ou enfraquecê-las.

O intenso uso de interação em rede sociais, principalmente através da plataforma Instagram  com a ferramenta de live (transmissão ao vivo), stories (postagem que permanecem disponíveis apenas por 24h) e curtidas em fotos e vídeos, como interação reativa, podem ser entendidos como processo pontuais, vagos e de não relação face a face durante as apresentações, através de uma perspectiva criada. Portanto, a escolha para interação virtual pelos atores nas redes sociais são também construídas por falsas sensações afetivas nas relações e da ausência de construções reais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s